Como a meditação pode beneficiar nossa saúde mental
22/03/2022

A meditação é uma antiga disciplina religiosa decorrente do budismo e do hindi. A ideia central é aumentar a consciência de nossa mente, através da qual podemos ir além do pensamento reflexivo e obter maior controle sobre nossos pensamentos e estados mentais. Diz-se que a meditação beneficia as pessoas em diferentes aspectos de suas vidas, entre os quais a saúde mental é um dos mais importantes. Neste artigo, vamos discutir algumas das razões pelas quais as pessoas devem praticar meditação para melhorar sua saúde mental.

Para entender as influências que a meditação pode causar, primeiro temos que conhecer seus métodos. Uma variedade de maneiras de meditar foi desenvolvida por pessoas com diferentes objetivos, culturas e religiões. No entanto, os princípios deles permanecem os mesmos. As técnicas utilizadas na meditação centram-se em duas dimensões: concentração e atenção plena.

Na meditação enfatizando o primeiro, os praticantes focarão sua consciência em uma determinada coisa. Pode ser uma imagem, um mantra ou nossa respiração. Para o método específico de como meditar com a concentração da respiração, os praticantes devem manter-se estáticos e relaxados enquanto colocam toda a atenção na respiração, observando a sensação e a reação do corpo durante o processo de inspirar e expirar o ar. Uma vez que os praticantes se encontram distraídos por outros pensamentos, eles devem gentilmente trazer de volta sua atenção e continuar a se concentrar em sua respiração.

Quanto à segunda dimensão das técnicas, mindfulness, exige que os praticantes expandam sua consciência para a sensação contínua de seus corpos e seus arredores, enquanto enquanto isso não pensam neles. Em outras palavras, para alcançar o estado de atenção plena durante a meditação, é preciso monitorar atentamente a experiência do momento presente e manter uma consciência clara do que está acontecendo no momento. Os exemplos concretos da sensação podem ser a sensação de tensão muscular, dores no corpo, o som ou o cheiro do ambiente, e assim por diante. requer que os praticantes expandam sua consciência para a sensação contínua de seus corpos e seus arredores, enquanto enquanto isso não pensam neles. Em outras palavras, para alcançar o estado de atenção plena durante a meditação, é preciso monitorar atentamente a experiência do momento presente e manter uma consciência clara do que está acontecendo no momento.

Os exemplos concretos da sensação podem ser a sensação de tensão muscular, dores no corpo, o som ou o cheiro do ambiente, e assim por diante. requer que os praticantes expandam sua consciência para a sensação contínua de seus corpos e seus arredores, enquanto enquanto isso não pensam neles. Em outras palavras, para alcançar o estado de atenção plena durante a meditação, é preciso monitorar atentamente a experiência do momento presente e manter uma consciência clara do que está acontecendo no momento.

Os exemplos concretos da sensação podem ser a sensação de tensão muscular, dores no corpo, o som ou o cheiro do ambiente, e assim por diante. e manter uma consciência clara pertence ao que está acontecendo no momento. Os exemplos concretos da sensação podem ser a sensação de tensão muscular, dores no corpo, o som ou o cheiro do ambiente, e assim por diante. e manter uma consciência clara pertence ao que está acontecendo no momento. Os exemplos concretos da sensação podem ser a sensação de tensão muscular, dores no corpo, o som ou o cheiro do ambiente, e assim por diante.

Quando se trata de saúde mental, a emoção é uma das coisas mais importantes para nós cuidarmos. Um estado emocional insatisfatório de longo prazo pode às vezes causar doenças psicológicas, como depressão e ansiedade. De acordo com um estudo recente, foi comprovado que o treinamento da meditação focada tem um efeito positivo em nossas emoções. Ao praticar a meditação, colocamos nossa atenção apenas em certas coisas, como respiração e mantra.

Para todos os pensamentos gerados em nossas mentes durante isso, nós simplesmente os notamos, mas não os identificamos ou fazemos qualquer julgamento sobre eles. Desta forma, nos separamos de nossos pensamentos e ganhamos a percepção de que não somos nossas mentes. Tendo o reconhecimento do fato de que todos os pensamentos que aparecem em nossos cérebros são meros pensamentos em vez de quem somos, podemos nos libertar de nossos pensamentos fundamentados e observá-los objetivamente. As emoções podem ser vistas como sentimentos produzidos por pensamentos. Durante a meditação, quando surge uma emoção, prestamos atenção ao sentimento e à nossa reação física em relação ao sentimento. Em vez de identificá-lo, nós o observamos sem qualquer pensamento ou julgamento. Em breve, descobriremos que não somos mais controlados por ela.

A objetividade que obtemos através da meditação nos ajuda a ver emoções e pensamentos de uma nova perspectiva e, assim, nos permite manter um estado mental estável e calmo. descobriremos que não somos mais controlados por ela. A objetividade que obtemos através da meditação nos ajuda a ver emoções e pensamentos de uma nova perspectiva e, assim, nos permite manter um estado mental estável e calmo. descobriremos que não somos mais controlados por ela. A objetividade que obtemos através da meditação nos ajuda a ver emoções e pensamentos de uma nova perspectiva e, assim, nos permite manter um estado mental estável e calmo.

Estudos mostraram que a prática da meditação mantra levou a uma diminuição da ansiedade. Podemos contribuir com o resultado positivo para o fato de que a meditação treina nossa consciência para estar no momento presente. Todos nós podemos ter algumas experiências semelhantes de ter nossas mentes imaginadas sem nem perceber. Por exemplo, quando estamos lendo um livro, lemos algumas páginas e, de repente, descobrimos que não temos ideia do que acabamos de ler, ou, às vezes, quando estamos ouvindo uma palestra, uma memória aleatória vem à tona. nossas mentes abruptamente.

Então, pelos próximos dois minutos, mergulhamos na ruminação da memória e em outros pensamentos desencadeados por ela. Esses exemplos mostram como podemos facilmente nos distrair de nossas experiências atuais e deixar de estar no momento presente. Ao praticar a concentração e a atenção plena durante a meditação, podemos evitar que nossas mentes caiam no estado de "piloto automático", o que pode reduzir com sucesso nossa pressão e ansiedade.

A ansiedade pode ser causada por diferentes tipos de razões. Em geral, pode ser facilmente desencadeada quando pensamos nos problemas e frustrações que existem em nossas vidas. Sempre que nos sentimos ansiosos, estamos pensando nas experiências terríveis do passado ou nas coisas indesejáveis ​​que podem acontecer no futuro. Ao treinar nossas mentes para permanecer no momento presente, a meditação nos impede de contemplar os problemas e, assim, diminui nossa chance de sermos afetados pela ansiedade. A ansiedade pode ser causada por diferentes tipos de razões.

Em geral, pode ser facilmente desencadeada quando pensamos nos problemas e frustrações que existem em nossas vidas. Sempre que nos sentimos ansiosos, estamos pensando nas experiências terríveis do passado ou nas coisas indesejáveis ​​que podem acontecer no futuro. Ao treinar nossas mentes para permanecer no momento presente, a meditação nos impede de contemplar os problemas e, assim, diminui nossa chance de sermos afetados pela ansiedade.

A ansiedade pode ser causada por diferentes tipos de razões. Em geral, pode ser facilmente desencadeada quando pensamos nos problemas e frustrações que existem em nossas vidas. Sempre que nos sentimos ansiosos, estamos pensando nas experiências terríveis do passado ou nas coisas indesejáveis ​​que podem acontecer no futuro. Ao treinar nossas mentes para permanecer no momento presente, a meditação nos impede de contemplar os problemas e, assim, diminui nossa chance de sermos afetados pela ansiedade.

Em um discurso no Tedx Talk, uma estudante universitária indiana chamada Mamata Venkat compartilhou sua experiência depois de praticar meditação por cinco anos e meio. Ela disse: "A meditação me ajudou a ver verdadeiramente meu eu interior com a objetividade e clareza que eu nunca tive antes". De acordo com Venkat, através da construção de uma conexão mais profunda com seu eu interior, ela não apenas ganha autoconfiança, mas também a coragem de se expressar e a capacidade de olhar para o lado positivo ao enfrentar dificuldades e situações indesejáveis. A partir deste exemplo, podemos realmente ver as influências positivas que a meditação pode criar em nossa saúde mental.

Atualmente, sob a influência da internet, a conexão entre as pessoas e as sociedades tornou-se cada vez mais complicada, o que resulta em um maior potencial de ocorrência de doenças mentais e outros problemas mentais. Com isso em mente, é importante que nos esforcemos para manter nossa saúde mental. De acordo com todos os benefícios mencionados acima, formar um hábito regular de meditação pode ser uma excelente maneira de ajudá-lo a alcançar o objetivo.